Detecção e Alarme de Incêndio

Somos a TP Innovative Solutions, integradora nacional de sistemas de detecção e alarme de incêndio.

Os sistemas de detecção e alarme de incêndio são parte integrante do processo de certificação AVCB emitido pelos Bombeiros, que garantem no ato da vistoria, as condições de segurança contra incêndio por um período pré-determinado.

Identificamos que empresas e empreendimentos estão sendo cada vez mais exigidos com relação a certificação e atendimento das normas para garantir a proteção dos usuários e funcionamento de suas operações.

A demanda destas empresas por ambientes seguros, cresce devido a necessidade de: foco no negócio, mitigação de riscos e custos operacionais elevados por ineficiência ou insegurança, o que resulta em competitividade.

A busca pelo conhecimento específico sobre as normas aplicáveis nestes sistemas, adequação do parque instalado e manutenção preventiva em conformidade com as normas com simulações de emergência mensais, tem se mostrado um movimento crescente e produtivo.

Podemos ajudá-lo a adequar e manter seu sistema seguro, entre em contato!

Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio (SDAI)

O sistema é composto da instalação de detectores de fumaça e/ou de temperatura, distribuídos estrategicamente nas áreas protegidas, que realizam a supervisão automática do ambiente e identificam a presença de fumaça e calor. Os equipamentos de detecção e alarme de incêndio são interligados a central de detecção que recebe as sinalizações provenientes dos detectores e as processará, acionando os alarmes sonoros, visuais e demais equipamentos periféricos. Os sistemas de detecção e alarme de incêndio podem ser:

Sistema Convencional

São utilizados em áreas onde os detectores convencionais são sinalizados nas centrais de alarmes por zonas e/ou setores.

Sistema Analógico Endereçável

São utilizados normalmente em grandes instalações, onde cada uma das áreas protegidas e os respectivos detectores instalados são sinalizados individualmente nas centrais de detecção analógicas, identificando o local exato do foco de incêndio. As centrais de detecção analógicas permitem a configuração do nível de sensibilidade dos detectores, indica os níveis de acumulo de poeira nos detectores para sua manutenção e limpeza, são providas de saídas de comunicação RS485 e protocolos abertos para comunicação com sistemas de supervisão e também podem ser integrados com softwares gráficos.

Sistema Endereçável

Os sistemas de detecção endereçáveis compõe-se da instalação de detectores de fumaça e/ou temperatura programados com um endereço de acordo com o local de instalação da área protegida. Em caso de foco de incêndio será sinalizado na central de detecção o local exato do foco de incêndio, localizando a área em emergência e o detector acionado através de seu endereço.

SISTEMA DE DETECÇÃO PARA COMBATE DE INCÊNDIO POR GÁS

O sistema de detecção de incêndio para combate por gás pode ser convencional, endereçável ou analógico, onde a central de detecção e alarme de incêndio receberá as sinalizações provenientes dos detectores e as processará, acionando os alarmes sonoros, visuais e demais periféricos, realizando o desligamento das máquinas de ar condicionado, fechamento de dampers corta fogo e acionamento automático do sistema de gás.

A filosofia de funcionamento do sistema é do tipo laço cruzado, ou seja, a descarga de gás só ocorrerá quando dois ou mais detectores da mesma área forem acionados, evitando-se desta maneira a descarga acidental do gás em caso de eventuais alarmes falsos.

ACESSÓRIOS E PERIFÉRICOS

Além dos detectores de fumaça, também são instalados acionadores manuais de incêndio, sirenes de alarme de incêndio, indicadores visuais e demais equipamentos periféricos que são dispositivos auxiliares aos sistemas detecção.

Todas as Centrais de Detecção e Alarme de Incêndio, por conta da legislação civil americana e de acordo com as normas da NFPA, possuem protocolo fechado ou proprietário.

Nenhuma Central se comunica com periféricos de outra marca, sob nenhuma hipótese.

Produtos Certificados por UL e/ou FM são aprovados em famílias e nunca individualmente.

A comunicação entre os Painéis de outros fabricantes é feita através de gateways de forma analógica, via reles, e com não mais de 12 funções unidirecionais.

A comunicação com Sistemas de Automação é feita através de protocolos estabelecidos entre alguns fabricantes, que passam por rigidos critérios de homologação junto a cada fornecedor de FIRE Protection, e são na sua totalidade, destinados a prestar informações unidirecionais para a tomada de algumas das ações secundárias de life-safety, tais como desligamento de ar condicionado, etc.

Funções diretamente associadas ao critério de LIFE Safety, tais como: portas corta-fogo, elevadores, desligamentos de catracas, sinalização de emergencia e rotas de fuga, corte de energia são realizadas - sob supervisão plena - pelos Paineis de SDAI.

Vários fabricantes estão em conjunto, trabalhando para o estabelecimento de uma rede homologada e certificada pela NFPA buscando uma comunicação entre Paineis de marcas diversas, no entanto, mantendo a linha de comunicação unidirecional.

Nossas linhas de Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio possuem produtos que atendem às principais normas internacionais européia (EN), alemã (VDS), inglesa (LPCB e BSI) e americana (UL, ETL, NFPA e FM) e são capazes de identificar o perigo antes mesmo dos primeiros sinais de fumaça, garantindo segundos preciosos em situações de risco

NOVEC 1230

O NOVEC™1230 é um agente extintor de incêndio sem igual, produzido pela 3M™ e, aprovado pela Factory Mutual (FM®) e Underwriters Laboratories (UL®), entre outras empresas do mercado.

O fluido Novec 1230 oferece, a longo prazo, uma tecnologia sustentável que tem a maior margem de segurança, o menor GWP (Potencial de Aquecimento Global) dentre todas as alternativas de agentes químicos limpos. Por não deixar resíduos é considerado um agente “limpo”.

O Novec 1230 é um fluido de combate a incêndio altamente eficiente que pode ser usado para aplicações de inundação em sistemas fixos de supressão de fogo.

Ele é ideal para proteção de danos específicos: locais onde a operação contínua de equipamentos de alto valor é fundamental.

Alguns exemplos de aplicações:

  • Data centers;
  • Salas elétricas;
  • Salas com equipamentos eletrônicos e de informática;
  • Embarcações e aplicações militares críticas, como motores de veículos;
  • Bibliotecas;
  • Arquivos de documentos;
  • Museus;
  • Pinacotecas.

FM-200

O gás extintor FM-200 é fabricado pela DuPont e adequado para a extinção limpa de fogo em ambientes vitais e críticos das empresas, como data centers, telefonia, salas de controle de automatização industrial e outros locais que não podem ser paralisados pelos efeitos do fogo ou dos agentes extintores tradicionais, que, na maior parte das vezes, provocam danos no ambiente e nas máquinas bem superiores aos causados pelo fogo.

O gás FM-200 está listado pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, EPA- Environmental Protection Agency, como não danoso ao meio ambiente. O FM-200 pode ser utilizado para extinguir o fogo da classe A, B e C e é completamente inofensivo para as pessoas que estejam no local do disparo. O FM-200 não retira o oxigênio e extingue o fogo por uma ação física, esfriando as chamas, e por uma reação química sobre os radicais livres do fogo, que impede que eles realimentem as chamas.

É um agente não-condutor de eletricidade, não deixa resíduos nos equipamentos mais sensíveis e não precisa de limpeza. Isso permite uma rápida retomada das atividades. Os sistemas FM-200 são desenvolvidos para descarregar o agente supressor em, no máximo, 10 segundos após o comando de disparo, eliminando, imediatamente, os riscos de maiores danos.

INERGEN

O Inergen é um gás inerte, não corrosivo, não combustível e não reagente com a maioria das substâncias. O agente extintor Inergen não ataca a camada de Ozônio e não contribui para o aquecimento global da atmosfera. O agente extintor Inergen não possui problemas de toxicidade, nem produz subprodutos perigosos, inexistindo limitações quanto aos testes de sistemas e obrigatoriedade de recuperação do agente.

O processo do combate a incêndio por Inergen se baseia na injeção continua do gás, diminuindo continuamente a quantidade volumétrica de Oxigênio (O2). Desta forma, reduzindo a alimentação de O2 para o fogo, não somente diminui a combustão, como também a temperatura do foco de incêndio.

Todos os componentes do Inergen fazem parte do ar que os seres humanos respiram, portanto é considerado como um gás não tóxico. O sistema fixo de Inergen extingue incêndios das classes A, B e C, mantendo o nível de oxigênio abaixo daquele onde a combustão é sustentada.

CO²

Os sistemas fixos de gás carbônico diferem conforme a modalidade de armazenamento do meio extintor entre Sistemas de Alta Pressão e Sistemas de Baixa Pressão. Cada um tem as suas peculiaridades.

O método de extinção deste sistema é através da absorção do oxigênio no ambiente. Ou seja: extingue a chama por abafamento, reduzindo significativamente os níveis de oxigênio do ambiente protegido. Portanto, este tipo de sistema é indicado apenas em locais sem a presença ou circulação de pessoas.

O Dióxido de Carbono é um gás incolor, inodoro e eletricamente não condutivo, que atua na extinção de incêndios mediante a criação temporária de uma atmosfera inerte, reduzindo a concentração de oxigênio, na área onde é aplicado

O Dióxido de Carbono proporciona proteção efetiva no combate a incêndios onde existam riscos das classes B (Líquidos e gases inflamáveis) ou C (Material elétrico energizado), sendo particularmente útil onde seja desejável ou essencial a utilização de um agente extintor não condutivo, onde a existência de obstáculos recomende a utilização de um agente gasoso e onde a utilização de um agente limpo seja importante para combater o incêndio, preservando os materiais existentes na área protegida.